Tecidos antivirais e roupas que diminuem celulite já são realidade.

As inovações na indústria têxtil são fundamentais para a criação de roupas eficientes. O Brasil é um dos países que se destacam na produção de tecidos tecnológicos, constantemente lançando novidades que revolucionam o mercado.

Tecidos inteligentes

Algumas dessas novidades parecem ter saído diretamente dos filmes de ficção: imagina escutar uma mensagem de áudio enviada ao seu celular apenas com um toque na manga da jaqueta? Isso já é possível. Entretanto, a tecnologia dos dispositivos vestíveis ainda não está disponível, de maneira acessível, para a população.

Por outro lado, existem diversos tecidos tecnológicos que já podem ser encontrados facilmente e possuem um preço acessível. Confira abaixo como eles funcionam e quais são suas vantagens.

Tecidos com nanotecnologia


A nanotecnologia abriu muitas portas. Isso porque ela permite a manipulação das fibras em diferentes escalas, desde a anatômica até a supramolecular. Desse modo, é possível integrar moléculas nas fibras de tecido, tornando suas estruturas melhores e mais eficientes.

Os famosos tecidos impermeáveis usam essa tecnologia para repelir a água, evitando que ela penetre no tecido. Além disso, a indústria têxtil usou a nanotecnologia para criar tecidos antivirais, capazes de desativar diversos tipos de microrganismos, incluindo o coronavírus.

Isso foi possível graças à inserção de nanopartículas de prata, um elemento que tem capacidade antibactericida quando reduzido à escala nanométrica. Assim, a indústria têxtil criou um tecido eficiente, capaz de aumentar o nível de proteção das pessoas durante a pandemia.

Tecidos antimicrobianos


Poucas pessoas sabem, mas o suor não tem cheiro. O mau odor nas axilas e em outras partes do corpo é causado por bactérias presentes na pele. E, quando a região não é bem ventilada e o tecido das roupas não evapora a transpiração, essas bactérias se reproduzem, causando cheiro.

A boa notícia é que essa situação constrangedora pode ser evitada com camisetas e roupas íntimas feitas com tecidos antimicrobianos. Desse modo, a roupa absorve e evapora o suor rapidamente, evitando a proliferação de bactérias e fungos e, consequentemente, o mau odor.

Essa tecnologia pode ser encontrada em camisetas, cuecas e calcinhas. As calcinhas menstruais, por exemplo, usam tecidos antimicrobianos para que, mesmo ao absorver a menstruação, a mulher não sinta odores fortes.

Proteção ultravioleta


Você sabia que o câncer de pele é o tumor com maior incidência no Brasil? O principal fator de risco para o desenvolvimento da doença é, justamente, a alta exposição à radiação solar sem proteção adequada. Por isso, as peças com proteção ultravioleta são fundamentais. Esse é mais um exemplo de tecido tecnológico que já se tornou popular e fundamental na vida das pessoas. Afinal, ela protege o corpo de maneira simples e prática.

O consumidor consegue encontrar desde camisetas até roupas de banho que contem com essa tecnologia. As peças são ideais para quem pretende passar grandes períodos ao ar livre, como em uma viagem para a praia ou durante treinos físicos debaixo do sol, como corrida e funcional.

Fio Emana


O Fio Emana é feito de poliamida e conta com propriedades de infravermelho longo. Minerais bioativos foram incorporados em seu DNA para que ele seja capaz de absorver o calor corporal e emitir raios infravermelhos longos de volta ao corpo.

Desse modo, os shorts e as calças desenvolvidos com o fio têm capacidade de melhorar a firmeza e elasticidade da pele, além de reduzir os sinais de celulite. Entretanto, a tecnologia vai ainda mais longe, podendo ser usada em peças esportivas.

Quando uma roupa esportiva é feita com fio Emana, ela tem a capacidade de reduzir a fadiga muscular e promover a rápida recuperação dos músculos. Ou seja: o fio não ajuda apenas a melhorar as características estéticas da pele, como também apresenta efeitos positivos nos músculos corporais.

Além disso, vale ressaltar que os minerais bioativos são inseridos na matriz polimérica do fio. Desse modo, o consumidor pode usufruir desses benefícios durante toda a vida útil da peça, já que as lavagens não diminuem sua eficácia.