Os primeiros dias podem ser desafiadores, mas também são decisivos para que o animal entenda as regras da casa.

Os filhotes são fofinhos e é quase impossível resistir à tentação de levar um cachorrinho bebê para casa quando vemos um. De fato, acompanhar o crescimento de um animal é uma delícia, mas é importante lembrar que cuidar do filhote pode ser também desafiador.

Seu filhote de cachorro chora

Um problema muito comum quando um filhote chega ao seu novo lar é chorar durante a noite, mas a maioria dos tutores não faz a menor ideia de como lidar com isso. Antes de qualquer coisa, é importante entender porque é que eles choram.

O principal motivo pelo qual os filhotes costumam chorar à noite é a falta da mãe e dos irmãos, afinal, essa era a ideia de segurança que o animal tinha até então. O ideal é esperar pelo menos 60 dias para essa separação, mas sabemos que nem sempre isso é possível.

Outro motivo do choro se chama fase de adaptação. Casa nova, caminha nova, pessoas novas, hábitos novos... É muita coisa para a cabecinha de um cachorrinho que ainda está tentando entender seu lugar no mundo. O problema é maior se as pessoas que o levaram para casa eram totalmente desconhecidas até então.

Os primeiros dias de um animal em uma casa nova são também um momento decisivo para que ele seja apresentado às regras da casa. Então, a primeira dica é: tenha muito cuidado antes de ceder e levar o pet para dormir na cama com você. É preciso pensar se essa é a relação que quer criar com ele.

Isso não quer dizer que você não possa fazer nada para amenizar o sofrimento do cãozinho — e o dos vizinhos, que não têm nada a ver com isso e, provavelmente, estão tendo que ouvir os choros. Para te ajudar, separamos algumas dicas. No entanto, é importante ter em mente que cada caso é um caso.

Tenha paciência


Essa é a primeira dica de qualquer lista de dicas sobre adaptação porque ela é realmente muito importante. As outras dicas podem ou não funcionar para o seu caso e, mesmo que deem certo, é provável que levem alguns dias.

É importante respirar fundo e esperar, afinal, adotar um animal não é só parte boa. Depois vai valer a pena — todo tutor de cachorro garante que nenhum sofrimento é maior que a alegria de ver aquele bicho fofinho descobrindo o mundo.

Ajude o animal a gastar energia


Os filhotes simplesmente dormem melhor se não tiverem energia acumulada. Uma dica é brincar bastante com o seu amiguinho pouco antes da hora de dormir para que ele fique cansado e “apague” sem nem ter tempo de estranhar o silêncio da casa à noite.

Crie uma rotina


Assim como as crianças, é importante que os animais tenham horários para comer e também para ir para a cama. Uma dica é oferecer o jantar pelo menos uma hora antes de colocar o animal na cama, para que ele tenha tempo de fazer a digestão e entenda que está chegando a hora de descansar.

Evite o escuro total


Num ambiente novo, o escuro pode ser assustador. Mas a claridade de uma lâmpada também pode atrapalhar o animal a dormir e estimulá-lo a mexer nas coisas da casa, perturbando seu sono. Deixe a luz de um outro cômodo acesa ou uma lâmpada de claridade indireta, como as que usamos em quartos de bebês.

Mantenha quentinho


Os filhotes são acostumados a dormir bem pertinho da mãe, e o calor do corpo delas é uma coisa que os faz sentir seguros. Por isso, o choro também pode ser sinal de frio. Coloque a caminha em um lugar que não pegue vento, disponibilize um cobertor e, se quiser mimar o animal, aqueça-a com um secador antes.

Atenda ao primeiro chamado


Nos primeiros dias é importante reforçar a sensação de segurança do animal e, por isso, é recomendado atender ao primeiro chamado dele. A dica é não pegá-lo no colo e usar apenas a sua voz para acalmá-lo.

Isso pode fazer o animal te chamar mais vezes durante a noite, e é aí que entra o tipo de relação que você pretende ter com ele. Se você for até lá toda vez que ele chorar, isso pode condicionar seu comportamento e até aumentar o choro, como o de uma criança que dá birra.