A língua portuguesa é, sem dúvidas, uma das mais difíceis existentes.

Como estudar português para concurso

Tudo isso ocorre graças à exorbitante quantidade de regras e conceitos existentes, de modo que um simples acento ou vírgula postos de forma errada pode dar sentido totalmente oposto àquilo que o interlocutor quis dizer.

Estudar português para concursos é ainda mais difícil, visto que muitas bancas costumam colocar muitas pegadinhas em suas questões, fazendo com que aqueles candidatos desatentos caiam em todas elas e acabam por perder muitas questões do concurso público.

Sendo assim, se você é concurseiro ou concurseira e está com dificuldades em estudar português para concurso, saiba que esse artigo foi feito especialmente para você. Nele, iremos abordar os principais pontos cobrados pelas bancas na matéria de português para concursos, de modo que você nunca mais caia naquelas pegadinhas feitas pelas bancas e gabarite o português.

Portanto, se você quer ficar a par de tudo que separamos sobre este tema, nós aconselhamos continuar a leitura e tirar todas as suas dúvidas sobre como estudar português para concurso.

Veja também: Principais matérias para concursos de advogado.

Principais assuntos que as bancas cobram no Português


Muita gente acredita que sabe falar português corretamente e que se trata de uma matéria em que as questões são intuitivas, visto que se trata da nossa língua nativa e que provavelmente saberá responder todas as questões sem precisar estudar.

Entretanto, como sabemos o português é uma das matérias mais difíceis de se estudar, principalmente nos concursos públicos como a ESA, graças ao grau de dificuldade que ela pode ter, bem como a grande variedade de assuntos que podem ser cobrados.

Isso porque, mesmo sendo nossa língua nativa, estamos acostumados a falar de forma coloquial, onde muitas vezes esquecemos as regras de gramática, concordância verbal e nominal, sintaxe e muito mais.

Tudo isso é cobrado na hora de fazer uma prova de língua portuguesa de concursos públicos e é responsável pela reprovação de grande parte dos candidatos. Entretanto, para ajudá-los, separamos os principais assuntos que as bancas cobram nas provas de português dos concursos públicos.

Interpretação de texto


Em primeiro lugar, devemos citar um assunto que é sem dúvidas o mais cobrado em uma prova de concurso, seja ele de nível fundamental, superior ou médio, que é a interpretação de texto.

Dados alarmantes indicam que mais de 40% da nossa sociedade é alfabeta funcional, ou seja, não sabem interpretar corretamente as informações contidas em um texto. Isso por si só explica o grande número de reprovações dos candidatos nessa área.

Segundo levantamentos, as questões de interpretação de texto compõem cerca de 30% de toda a prova de português dos concursos.

Para melhorar a interpretação de textos, uma das melhores dicas é ler. Ler vários textos, revistas, notícias, quadrinhos, etc., pois só a leitura é capaz de melhorar a nossa interpretação. Para isso, basta seguir alguns passos que podem ajudá-lo, são eles:

  • Identificação do que ficou subentendido no texto e o propósito da mensagem;
  • Identificar as palavras-chave; e
  • Identificar o título e o tema do texto.

Ortografia e Gramática


A leitura não serve apenas para aperfeiçoar a interpretação de texto, mas também pode ajudar na hora de aprimorar a ortografia e a gramática do candidato.

Isso porque a gramática normativa é responsável por trazer milhares de regras e exceções, fazendo com que não haja uma fórmula pronta para aprender esses temas, sendo necessário que o candidato faça isso através da leitura e da aplicação dos conhecimentos.

As regras da ortografia e da gramática são um pouquinho difíceis de se entender, graças principalmente ao seu elevado número, causando uma grande confusão na cabeça dos candidatos, haja vista que estão acostumados a falar de forma coloquial.

Um dos principais problemas nisso tudo é que são cometidos muitos deslizes no uso do hífen, da acentuação, crase, concordância e muito mais, que acabam por prejudicar diretamente os candidatos do concurso público.

Para exercitar o conhecimento e aprender mais sobre essas regras, é ideal que o candidato dedique um pouco mais de atenção aos assuntos como pontuação, regência, orações, pronomes, emprego de crase, acentuação gráfica e interpretação de textos.

Com isso, você terá uma boa noção das regras do português e conseguirá fazer uma boa prova do seu concurso escolhido. Uma dica importante é ter cuidado com alguns aspectos da semântica, morfologia, fonética e sintaxe, pois eles podem até parecer intuitivos, mas podem acabar prejudicando muita gente.

Dicas para estudar português para concursos


A seguir, separamos algumas dicas preciosas na hora de estudar português para concursos, são elas:

Faça um resumo, porque se você quer tirar uma boa nota no exame de português, uma forma que o professor dá é resumindo todas as disciplinas que você estuda. Além disso, a pergunta do olhar também deve ser feita, pois, essa é outra estratégia proposta pela professora, fazer a pergunta do olhar.

Pratique bastante para se certificar de que absorveu todo o conteúdo teórico. Saber o perfil do organizador da competição em que pretende participar também é a base para a sua preparação.

Em português, os tópicos são inter-relacionados. A professora explicou que a análise do texto só pode ser feita após a conclusão da análise gramatical. O uso de crase é um dos conteúdos mais necessários na prova de português. Mesmo que você já entenda suas regras, é importante avisá-lo até de dominar o assunto. Com essas dicas, você conseguirá estudar português para concursos da forma correta e com certeza aprenderá o tema.

Como revisar o português?


Revisar é outro passo para fixar o conteúdo por mais tempo, entretanto, podem surgir algumas dúvidas nos candidatos a respeito de quais assuntos revisar ou da melhor forma para fazê-lo.

Uma boa dica dos assuntos a se revisar é escolher aqueles específicos do cargo escolhido ou os que você tem mais dificuldade de aprender, haja vista que eles devem ficar mais tempo em sua memória.

Caso tenha tempo, revise todos os conteúdos. Uma das melhores formas de fazer essa revisão é por meio de questões, portanto, resolva quantas puder e priorize as que têm mais dificuldade.