Má alimentação está intimamente ligada ao processo de envelhecimento precoce.

Não existe forma de fugir do envelhecimento: tal situação é natural da vida. Embora possa ser retardado com a utilização de alguns cuidados, o processo de envelhecer deve ser visto com carinho e respeito. Afinal, este é um grande privilégio, uma vez que nem todos conseguem ter uma vida longa.

Alimentos

Entretanto, aceitar o processo não significa deixar de se preparar para passar por ele de forma mais tranquila. A prática de atividade física regular, por exemplo, ajuda a manter o corpo jovem e disposto, promovendo maior bem-estar, prevenindo doenças e aliviando as dores que podem vir com o passar dos anos.

No campo de saúde e beleza, os cuidados são múltiplos. Existem tratamentos estéticos voltados para a diminuição do enrugamento da pele, o aumento do colágeno, que começa a diminuir a partir dos 30 anos, entre outros.

Por mais que tudo isso seja incrível e esteja se tornando cada vez mais acessível ao grande público, existe algo mais simples que pode colaborar para a jovialidade da pele: a alimentação.

Sabemos que boa parte das enfermidades podem ser prevenidas com a adoção de uma alimentação rica em verduras, legumes, frutas e proteínas magras. O que nem sempre falamos é que o processo de envelhecimento também pode ser desacelerado por meio da alimentação consciente.

A seguir, listamos alguns dos alimentos que podem ajudar no objetivo de manter a pele mais viçosa e jovem por mais tempo se forem consumidos com frequência. Confira!

Tomate


O tomate tem licopeno, que é um antioxidante potente, além de vitamina C. Ambos são responsáveis por proteger a pele contra rugas e manchas causadas pelo sol — o que não significa que você deve abandonar o protetor solar, um dos maiores aliados do não envelhecimento da pele.

Embora o tomate seja muito consumido em saladas, você obtém mais vantagens se consumi-lo cozido. Assim, prefira molhos caseiros, que podem ser utilizados como tempero e acompanhamento.

Castanha-do-pará


Além de ser um alimento delicioso, a castanha-do-pará é uma fonte e tanto de selênio, um mineral que protege o DNA das células e possui ação oxidante. Também tem a vantagem de possuir ômega 3, que diminui inflamações, evita a formação de coágulos, ajuda a controlar a glicemia e turbina o funcionamento do cérebro.

Coma duas unidades por dia. Caso tenha o costume de fazer atividade física de alto impacto, o número de porções pode aumentar. No entanto, lembre-se de que é importante consultar um nutricionista antes de começar uma dieta ou um processo de reeducação alimentar.

Frutas vermelhas


Também ricas em antioxidantes, essas frutas possuem ação contra linhas finas de expressão e rugas, além de auxiliarem no processo de renovação celular. Podem ser consumidas em iogurtes desnatados, sucos ou puras. A quantidade ideal é de até duas por dia.

Azeite de oliva


Rico em gorduras monoinsaturadas, que colaboram para a retenção da hidratação da pele, além de vitaminas A e E, o azeite de oliva pode ser consumido diariamente, na quantidade de uma colher de chá.

Fora o envelhecimento precoce, o azeite de oliva previne doenças cardíacas, diminui os riscos de colite ulcerativa e diabetes, contribuindo para a diminuição dos sintomas de artrite reumatoide. Na hora de temperar sua salada, acrescente azeite!

Fontes de vitamina C


Nessa categoria, podemos incluir limão, acerola, morango e laranja. A vitamina C ajuda a formar o colágeno, fundamental para que a pele permaneça firme. O que, como já comentamos, tende a se tornar mais difícil a partir da terceira década de vida.

Vale lembrar que a vitamina C também é amiga da imunidade: ela previne resfriados e diminui a possibilidade de infecções. Atualmente, muitos dermatologistas têm indicado produtos à base de vitamina C, já que ela, ao ser aplicada na pele, tem um efeito impactante. Portanto, converse com o seu médico sobre isso!