Deixar as roupas secarem bem ao sol, abrir armários e gavetas, além de aplicar substâncias, como antimofo, bicarbonato de sódio ou cravo da índia, são algumas dicas importantes. 

roupas

Você decidiu renovar algumas roupas no seu armário. Primeiro, retira as peças que não são mais usadas e as doa. Em seguida, limpa o móvel, compra novos itens e os organiza. Contudo, passados poucos meses, você percebe um odor desagradável ali, mesmo quando os objetos são guardados após a lavagem.

A ocorrência desse episódio é comum e costuma indicar a chegada de mofo. Além do meu cheiro, você percebe que as roupas contêm algumas manchas que o fungo deixa nos tecidos.

Uma dica popular é manter as roupas em um ambiente limpo e arejado, a fim de conservá-las por mais tempo e evitar mofos, mas existem outras práticas simples que também ajudam e podem ser feitas sem grandes problemas no seu dia a dia. Confira algumas delas a seguir. 

Gavetas e armários


Um hábito simples para evitar o desenvolvimento de mofo nas roupas é abrir periodicamente as portas e as gavetas dos armários, promovendo a circulação de ar no interior do móvel e a redução da umidade, que favorece o aparecimento desse problema. O ideal é abri-las uma vez por dia, durante, pelo menos, 20 minutos.

Se você estiver tranquilo no dia, também vale tirar algumas roupas, especialmente, as mais volumosas, e estendê-las sob o sol. Essa é outra maneira de diminuir a umidade. Vale lembrar que o método mais eficaz para evitar mofo é as peças secarem bem após serem lavadas.

Uma boa dica é lavar todas as suas roupas durante o verão, principalmente, as das estações mais frias, que costumam ser mais volumosas e demoram mais tempo para secar. 

Giz, vinagre e bicarbonato


Existem algumas substâncias que ajudam a evitar mofos nas roupas. Uma delas é o vinagre branco. Na hora de limpar os armários e as gavetas, misture-o com água na proporção de um para um. Em seguida, mergulhe um algodão nessa mistura e passe-o pelos lugares em que as roupas ficam guardadas.

Outra substância que pode ser passada com um algodão, sobretudo, nos cantos das gavetas e dos armários, é a essência de terebintina. Também é recomendado deixar um pedaço pequeno de giz nas gavetas e nas prateleiras, já que ele absorve bem a umidade do ambiente ao seu redor.

Também é possível deixar um pequeno pote, contendo bicarbonato de sódio, gesso ou cal, dentro do guarda-roupa e das gavetas. Esse recipiente deve ser limpo, e a substância escolhida deve ser renovada a cada seis meses.

Ainda é possível confeccionar ou comprar pequenos sachês de pano, contendo cravo-da-índia em seus interiores. É importante renová-los a cada três meses. Por fim, mais uma opção é utilizar produtos antimofo e antibactericida durante a faxina de armários, gavetas e prateleiras. 

Água quente


Se o mofo já se instalou na sua roupa, um jeito de retirá-lo é lavar bem as peças brancas com sabão neutro, deixando-as de molho em água quente e um pouco de sal por três horas. Passado esse tempo, enxágue cada uma delas muito bem e as deixe secar ao sol. Em roupas coloridas e manchadas por mofo, vale colocar um pouco de leite fervente ou vinagre até as manchas desaparecerem.

É importante lembrar que o melhor é não deixar o mofo se desenvolver, pois, um pouco de mau cheiro ainda pode permanecer na roupa mesmo após a lavagem e a exposição ao sol. Uma dica importante é utilizar máscaras faciais e luvas, antes de limpar gavetas, prateleiras e armários, para evitar problemas e sintomas respiratórios posteriormente, para finalizar, mofo pode ser sinal de infiltrações, por isso é muito importante impermeabilizar a sua casa. E aí, gostou das dicas? Comente aqui abaixo, um abraço e até o próximo post.