Acessório pode causar acne e reações alérgicas, mas ainda é necessário para combatermos a pandemia. Saiba o que você pode fazer para cuidar da sua pele.

O uso de máscara de proteção facial já faz parte da rotina de pessoas em todo o mundo há pelo menos um ano. E deve fazer por mais algum tempo, enquanto todos ainda não estiverem vacinados e seguros contra o coronavírus. A máscara é uma medida simples, barata e muito eficaz para diminuir o contágio.

Máscara

Acontece que o contato do tecido com o rosto, especialmente se ele for necessário por longas horas, pode ser prejudicial para a nossa pele. Por isso, precisamos adotar também alguns cuidados essenciais para diminuir os possíveis efeitos colaterais desse uso.

Quais são os problemas mais comuns?


A gente sabe que ter que usar a máscara toda vez que saímos de casa pode ser bastante incômodo, especialmente durante a prática de exercícios físicos. Mas não é desse tipo de problema que estamos falando.

O uso de máscaras também costuma criar um ambiente úmido — é por isso que elas podem deixar os óculos embaçados. Esse ecossistema pode favorecer o aparecimento de coceiras, irritações, dermatite de contato, acne e erupções cutâneas.

Além disso, se o ajuste não for feito de maneira adequada, os acessórios podem causar marcas, edemas, manchas e, em casos graves, descamação no rosto. Alguns profissionais que trabalham longas horas de máscara já relataram até mesmo hematomas causados pelo atrito.

O que fazer?


Apesar dos transtornos, o uso da máscara ainda é muito importante e, portanto, não é negociável. No entanto, adotar alguns cuidados no dia a dia pode fazer toda a diferença para diminuir ou até evitar por completo qualquer problema na pele do rosto.

Escolha a máscara certa


Essa é uma das dicas mais importantes porque também influencia no seu conforto enquanto usa a máscara. Escolha um acessório feito em um tecido que proteja o suficiente, mas que não irrite a sua pele, como o algodão. Além disso, é importante que a máscara seja ajustável e não fique nem larga, nem apertada demais.

Reforce a higiene


Essa é uma dica duplamente importante: para a saúde da sua pele e para que a máscara seja mais eficiente contra o vírus. As máscaras caseiras não devem ser usadas por longas horas sem trocar. É importante que esse tipo de acessório seja lavado com sabão neutro ou de coco e esteja bem seco antes de ser colocado.

Também é recomendado lavar as mãos e o rosto sempre que retirar a máscara. No fim do dia, complemente a limpeza com um produto adequado ao seu tipo de pele. Se o seu rosto tem ficado mais oleoso, você pode até usar algum produto adstringente, mas sem exageros, já que esse tipo de produto pode aumentar a sensibilidade da pele.

Diminua a maquiagem


Mais do que nunca, é preciso deixar a pele respirar. Então, sempre que possível, evite usar maquiagem no rosto, porque esses produtos podem soltar partículas na máscara e deixar o ambiente ainda mais propício a irritações.

Hidrate o rosto


A hidratação da pele é importante em qualquer contexto, mas agora mais do que nunca. Isso porque uma pele bem-hidratada é também mais saudável e, portanto, menos sujeita a irritações. Use um hidratante adequado ao seu tipo de pele, de manhã e à noite, especialmente se for ficar de máscara por longas horas.

Use protetor solar


O protetor solar é outro cuidado diário indicado por qualquer dermatologista, com máscara ou sem máscara. Mas agora todos têm um motivo extra: ninguém quer ficar com marquinha de máscara no rosto, não é mesmo?