Se você é dentista, é muito provável que em algum momento de sua formação tenha pensado em quais especialidades que pode seguir. 

odontologia

Além disso, não podemos nos esquecer de que não são todos os profissionais que desejam trabalhar em clínicas particulares. Para aqueles que desejam realizar um serviço público, existe a opção de participar de um concurso.

A fim de te ajudar a se preparar e, inclusive, decidir qual a especialidade seguir, continue lendo e descubra! 

Quais as carreiras que você pode seguir?


Quando aprovado, um dentista pode atuar em diversas especialidades, desde que estejam habilitados para tal segmento.

Entre as principais estão:

Odontopediatria


Um odontopediatra é o primeiro dentista que uma pessoa visita na vida.

Este profissional é responsável por cuidar da saúde bucal de um bebê desde o primeiro dente. Sua principal função é cuidar de todo o desenvolvimento da arcada dentária.

Fazendo com que todos os dentes de leite daquelas crianças sejam bem preservados para que quando chegue o momento da troca para os permanentes, não seja necessário enfrentar grandes problemas.

Além disso, é o odontopediatra que pode ajudar a criança a desenvolver bem a sua fala e mastigação. 

Ortodontista


A ortodontia é a especialidade responsável por alinhar e corrigir os dentes dos pacientes, fazendo com que eles tenham um sorriso bonito e que consigam ter a mastigação perfeita.

Um ortodontista cuida de todos os tipos de aparelhos ortodônticos, desde os fixos aos móveis, incluindo o queridinho do momento: o aparelho dental transparente.

Esta especialidade também ajuda na resolução de problemas de formação como mau desenvolvimento facial e da arcada dentária. 

Protesista


Um protesista trabalha para que haja uma reabilitação bucal por completo, desde a estética até a mastigação e, porque não, a função fonética.

Ele é responsável por indicar, por exemplo, o uso de lente de contato dental e diversos outros procedimentos de próteses fixas ou removíveis.

Muitos confundem esta especialidade com a de protético. Mas, neste caso, os profissionais não tratam das estruturas das próteses, afinal, essa função não está em sua grade curricular do curso. 

Implantodontista


Uma pessoa que deseja realizar essa especialização terá que fazer durante o seu dia a dia a inserção de implantes dentarios.

Neste momento, muitos podem achar que é a mesma função do protesista. Mas calma, existem grandes diferenças.

O implantodontista trabalha apenas com a reposição de um ou todos os dentes, não atendendo às outras funções como citamos no tópico anterior.

Enfim, essas são só algumas das diversas opções existentes.

Caso você não tenha se encaixado em alguma dessas, pesquise sobre outras disponíveis e, certamente, você irá encontrar uma que converse com o que você tem como meta pessoal e profissional.

Algumas outras especialidades possíveis a serem seguidas são:

  1. Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais;
  2. Estomatologia/Patologia Oral;
  3. Radiologia e Imaginologia;
  4. Especialista em Disfunção Têmporo Mandibular e Dor Orofacial;
  5. Odontologia do Trabalho.

Assim, você pode ser um dentista que realiza tratamentos do dia a dia, como clareamento dental com moldeira, ou então aqueles que se comprometem com tratamentos mais demorados como um profissional de próteses. O importante é estar feliz com o que faz!

Não deixe de se preparar


Criar um planejamento bem estruturado é fundamental para que você consiga se sair bem nas provas dos concursos.

Sabemos que há uma grande pressão externa para que o seu resultado seja sempre impecável. Contudo, é preciso agir de forma equilibrada e saudável.

Estruture uma rotina de estudos dentro daquilo que você tem disponível.

Ter um ambiente tranquilo é fundamental para que você consiga se concentrar ainda mais. Por isso, é importante que você separe uma parte da casa que seja silenciosa e que você se sinta confortável.

Uma das maiores estratégias é realizar provas anteriores. Procure alguns vestibulares antigos para que, de alguma forma, você já se familiarize com o formato das questões e sobre o nível de dificuldade.

Assim, não se esqueça de que o descanso também é muito importante. Então, nada de virar a noite estudando.

Afinal, o sono pode ser um potente reparador para que você consiga absorver de fato tudo o que aprendeu durante suas leituras.

Para finalizar, lembre-se de que não é uma prova que define o seu profissionalismo. Caso você não consiga passar na primeira tentativa, continue tentando. Acredite em seu potencial e o seu esforço valerá a pena. Boa sorte!

Este conteúdo foi produzido por Mayara Santos, redatora na empresa Vue Odonto