Entenda as principais características das duas versões e escolha o melhor modelo para você.

Estrela principal de todo e qualquer quarto, a cama é encarregada de funções como utilidade e design. Disponível nas mais variadas formas, dimensões e estilos, este móvel possui características vão além do conforto e do desempenho nas noites de sono. Seu modelo também interferirá na estética de todo o cômodo. 

Cama box ou tradicional

Diante disso, é comum surgir a dúvida entre qual opção escolher: o box ou o modelo tradicional de cama. A resposta para esta pergunta vai depender do espaço disponível, das suas necessidades e de quanto você quer investir nesta questão. Veja, a seguir, algumas das principais características de cada modelo. 

Diferenciais da cama box


Em termos visuais, tudo vai depender da marca e do estilo que você estiver procurando. De maneira geral, a cama box é mais minimalista, baixinha e compacta, já que dispensa estruturas de sustentação para a cabeceira e as laterais.

Por possuir tais características, ela ocupa menos espaço que outras camas, sendo uma escolha interessante para quem possui cômodos pequenos e apertados. Esses traços mais discretos acabam fazendo com que a peça tenha menor interferência em termos de design, tornando-a neutra.

Sua pequena estrutura pode ter revestimentos variados, mas, geralmente, fica escondida debaixo de lençóis, cobertores e edredons. Quando a ausência da cabeceira for um problema para o consumidor, a solução pode estar em peças e painéis.

No entanto, é preciso prestar atenção na hora da compra, pois, salvo exceções, estes itens costumam ser vendidos separadamente. Mesmo proporcionando escolhas personalizadas, a inclusão desta peça não costuma comprometer o espaço tomado, já que, em geral, ela também é compacta.

Ainda pensando no uso inteligente do espaço do quarto, algumas versões da cama box vêm com baú de armazenamento. Estes modelos possuem um mecanismo para suspender a parte superior do móvel com facilidade, permitindo que você acesse o compartimento para guardar pertences, como roupas de cama, objetos, etc.

Por serem mais compactas, as camas box são mais baixas que o modelo tradicional. Geralmente, a diferença de elevação é compensada pela altura do colchão, que pode ser mais confortável.

Ainda assim, vale a pena se atentar à informação, pois o uso pode ser desagradável para algumas pessoas, especialmente, na ergonomia. Outro detalhe importante para avaliação deste modelo é a dificuldade em limpar debaixo dele. 

Diferenciais da cama tradicional


Com possibilidades estéticas muito superiores ao modelo box, as camas tradicionais possuem estruturas à vista, podendo variar em formato, material, cores e tamanhos. Essa flexibilidade permite que o consumidor encaixe a opção escolhida em perfeita harmonia com os demais objetos do quarto.

Devido sua estrutura exigir mais espaço que a cama box, esse modelo pode é indicado para cômodos pequenos. O material da estrutura pode ser ferro ou madeira. Por outro lado, essa característica implica algumas vantagens.

Por ser mais alta, ela possui boa ergonomia, sendo a melhor opção para pessoas de mais idade e com alguma limitação de mobilidade. Além disso, é mais fácil de limpar a parte debaixo.

O modelo tradicional é constituído por um estrado, responsável por suportar o peso do colchão. Por isso, para evitar problemas e surpresas na hora da compra, é importante atentar-se às dimensões e às características do modelo. Assim, você deverá ter certeza de que ela suporta o colchão desejado, já que ele deve caber sobre toda a estrutura. 

Apesar de menos comum, este modelo também pode ser encontrado com compartimentos de armazenamento, como gavetas na base. Os preços vão variar de acordo com as dimensões e as marcas do produto.