Um destino em cada região: natureza é convite ao ecoturismo e à prática de esportes radicais. 

Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste, todas as regiões do Brasil oferecem atrações para quem gosta de natureza e um pouco de adrenalina. No céu, no ar ou na terra, o que não faltam são lugares para a prática de esportes radicais em paisagens exuberantes. 

Lugares para fazer passeios cheios de aventura

Você é uma dessas pessoas? Então, fizemos uma lista com locais que oferecem passeios radicais na natureza para ninguém colocar defeito, um em cada região. 

Presidente Figueiredo, Amazonas


Localizado a cerca de 100 quilômetros da capital do estado, Presidente Figueiredo tem mais de 100 cachoeiras, grutas e cavernas, em um ambiente ainda bastante preservado, que oferece uma imersão na natureza selvagem da floresta.

Assim, uma simples trilha por lá já é uma aventura e tanto. Contudo, para quem quer sentir a adrenalina no sangue, por lá, várias empresas oferecem passeios com rapel, tirolesa, caiaque e rafting. 

Jericoacoara, Ceará


O mar da região é perfeito para a prática de esportes aquáticos, principalmente aqueles que precisam de vento, como o surf, o windsurf ou o kitesurf. Quem gosta de jet ski, lancha e mergulhos também encontra locais para a prática em Jericoacoara, seja no mar ou em lagoas de água doce, famosas pelas redes dentro d’água, perfeitas para descansar após um dia exaustivo.

Ainda há locais propícios para a prática de caiaque e canoagem. Como se não bastasse tudo isso, Jericoacoara ainda tem atrações para quem prefere esportes na terra, como excursões de off-road, quadriciclo e carros com tração nas quatro rodas, como os buggies, pelas dunas. 

Rio Quente, Goiás


Por lá, o famoso Hot Park oferece opções de mergulho e esportes radicais na água, como o Half Pipe, toboágua de queda livre com rampas com inclinação de quase 90 graus, um dos mais radicais do Brasil.

Há poucos quilômetros de lá, o mesmo grupo administra o Eko Aventura, que oferece atrações radicais no meio do Cerrado. Ali, você pode descer a correnteza do rio de bote ou caiaque. Para quem gosta de terra, há um passeio de jipe e até a opção de pilotar um quadriciclo.

Para quem quer ver o Rio Quente de cima, há uma tirolesa para adultos e outra para crianças. Depois disso tudo, ainda é possível relaxar e até pescar na beira de um rio de águas quentes. 

Timbé do Sul, Santa Catarina


A cidade recebe o Festival Sul-Brasileiro de Voo Livre, categoria não motorizada, com uso de parapente ou asa-delta. Os praticantes decolam de uma rampa com vista magnífica da Serra Geral e pousam no Poço do Caixão, próximo à piscina natural formada pelo Rio Serra Velha.

Localizado nas encostas da Serra Geral, Timbé do Sul também possui várias cachoeiras e cânions. Montain bike, rapel e escalada são algumas das atividades mais procuradas pelos turistas que visitam a região.

Em Cambará do Sul, cidade que fica a pouco mais de 30 quilômetros de distância, também há muitas trilhas e escaladas nos cânions, além de um cenário perfeito para a prática de rafting. 

Extrema, Minas Gerais


Um dos destinos mais famosos para o ecoturismo em Minas Gerais é Extrema. Com atrações para todos os gostos, a cidade está localizada a menos de duas horas de São Paulo. Para quem gosta de fazer trilhas, subir no Pico do Lopo, com uma vista exuberante, é uma boa opção.

Ao longo do Rio Jaguari, também há passeios de caiaque e rafting, além de muitas cachoeiras para relaxar após um dia de aventuras. O parapente é outro esporte radical que você pode fazer em Extrema, aproveitando a vista cercada por montanhas.