calculadora

Você já tem definido que a construção deverá começar, então procure focar no orçamento para evitar dores de cabeça no futuro. Para isso, é necessário um planejamento e você poderá fazê-lo seguindo os 4 passos essenciais para fazer um orçamento de obra na prática!

Para que serve um orçamento de obra? A resposta mais básica e direta diz que esse orçamento servirá como um guia para a execução financeira de um projeto desde a contratação de mão-de-obra e material, até o pagamento de taxas e atendimento da qualidade.

Conheça a seguir os passos essenciais para você fazer um orçamento de obra eficiente. E depois, aproveite para ler mais sobre a planilha de orçamento de obra que auxilia no processo!

1.   Defina os serviços que deverão ser prestados

O primeiro passo é a definição de serviços que deverão ser prestados na obra. Nessa parte é preciso que você quantifique, isso geralmente vem no projeto arquitetônico da obra.

Esses serviços contemplam tudo o que precisa ser feito para o momento de fundação da obra, preparo do terreno por exemplo, até os gastos que serão feitos para criação de um jardim, entre outros serviços.

Defina e classifique cada serviço que deverá ser prestado nessa obra. Inclua no seu orçamento para que você tenha a noção dos gastos demandados.

2.   Faça a estruturação do orçamento da obra

Agora que você tem definido e quantificado os serviços a serem prestados, então é hora de fazer uma estruturação desse orçamento. Fique atento nisso porque aqui estamos diante de um importante passo a ser dado.
A ideia é que você distribua em etapas, pois assim facilita não só a compreensão do projeto, como também o acompanhamento e mensuração dos gastos.
Observe que nesta etapa você já estará em processo de criação de um cronograma de execução da obra.
Lembre-se: Cada obra possui as suas particularidades, especialmente no quesito de orçamento e cronograma de execução. Então, foque no que é particular da sua obra.

3.   Defina os custos indiretos

Você percebeu que existem os custos diretos e indiretos.
No primeiro caso, dos serviços diretos, se encaixam os serviços que serão prestados, os quais você definiu e quantificou nos passos anteriores.
Nesse passo, é o momento de definir os custos indiretos, algo essencial para fazer um orçamento de obra. Esses custos dizem respeito à:
  • Energia elétrica utilizada;
  • Água utilizada;
  • Internet;
  • Aluguel de equipamentos;
  • Materiais de consumo para escritório;
  • Alimentação, entre outros.

Mais uma vez voltamos a falar que cada obra possui as suas particularidades. Observe que esses gastos são relativos, e vai depender muito da localização da obra, do tamanho dela, bem como de todas as exigências contidas no projeto de construção.

4.   Crie uma planilha de custos

Outra dica essencial que é um dos passos para fazer um orçamento de obra, é a criação de uma planilha de custos, pois isso irá garantir que você acompanhe cada etapa da obra na estrutura do orçamento.

Toda a informação que você coletou nos passos anteriores precisam estar alinhadas e disponibilizada para uma rápida e fácil visualização. Isso é possível ao criar a planilha de custo.

Coloque no papel ou na forma eletrônica todos os serviços diretos e indiretos que serão prestados ao longo da obra. Acrescente as quantidades e todo o insumo necessário para a realização.

Seguindo esses passos tal como estão escritos você conseguirá fazer um orçamento de obra que vai evitar dores de cabeça no futuro!