Negócios e empreendedorismo para 2022

Aumento da inflação e das taxas de juros, variantes de coronavírus, eleições. Como se começar um negócio não fosse difícil o suficiente, o ano 2022 anuncia mais desafios para o cenário macroeconômico. 

Podemos definir que esse ano tudo ficará mais caro, e quem quiser começar um negócio vai precisar fugir dos empréstimos bancários.

Porém, como sempre, existem dificuldades que podem trazer excelentes oportunidades para quem coloca a pele em risco. Com o objetivo de começar o pé direito, o que acha de começar a qualificar o seu currículo com um Curso de Informática?

Além de encontrar o melhor seguimento, a situação atual exige atenção especial ao fluxo de caixa, dizem os especialistas. É visto que metade dos empresários foram impactados pela pandemia do coronavírus, fazendo com que o aumento dos custos fosse maior e assim dificultando a recuperação financeira. E em seguida, houve uma falta de clientes, as dívidas de empréstimos, impostos e fornecedores.

De olho no PIB: o agronegócio

Embora o país tenha entrado em recessão técnica (dois trimestres consecutivos de queda), os economistas estão prevendo algum segmento com o objetivo de sustentar o crescimento do PIB do Brasil em 2022.

Um dos principais tem que ser a agricultura. A CNA estima que o PIB do agronegócio deve crescer em torno de 3% a 5% até 2023. No entanto, é preciso estar sempre atento aos custos: ao aumento de insumos, como os fertilizantes e os defensivos, deve-se achatar os lucros do agronegócio todo o mercado.

É olhando para os custos que surgem as oportunidades: criar negócios que utilizem a tecnologia com o objetivo de otimizar o campo. Há alguns anos as startups que surgiram e influenciam no crescimento do país reduziram o uso de agrotóxicos, ajudaram a traçar cadeias produtivas e trouxeram ganhos de produtividade.

A produtora de sementes Boa Safra investiu em eficiência e automação de processos e seu faturamento aumentou 19 vezes na última década. Em 2022, ela será listada na bolsa brasileira, arrecadando quase 460 milhões de reais.

A Agrosmart é uma startup que traz inteligência para o campo e reduz custos para os agricultores. Foi fundada no ano de 2014, crescendo mais de 100% até 2021 e atende atualmente mais de 100.000 produtores.

Saúde: da telemedicina à saúde feminina

Podemos definir que o setor da saúde está no centro das atenções desde o surgimento do novo vírus. Com isso, a telemedicina vem sendo um dos destaques que os especialistas veem como uma oportunidade empreendedora. Eles observaram que, embora as consultas virtuais continuem existindo, diversos médicos ainda estão se preparando para essa nova situação. Para empreendedores, existe a oportunidade de criar empresas que oferecem aluguel de espaço, equipamentos e plataformas digitais.

A indústria também é uma ótima área para quem procura um negócio em crescimento exponencial. Em 2020, as startups de saúde receberam US$ 14,2 bilhões em investimentos. Invista em áreas de gênero ou faixa etária, como saúde da mulher e saúde do idoso, e ainda crie programas e clínicas de saúde para atender populações específicas, como microempreendedores ou classes C.

Pets: pensamento além do varejo

Especialistas dizem que as operações da grande varejista foram consolidadas em Petz, Petlove e Cobasi, e ainda há espaço na divisão pet para quem quer começar um negócio. Hoje existem muitas possibilidades para pequenas empresas de higiene e paisagismo, hospedagem e adestramento de animais de estimação.

Serviços: aulas, marketing e bem-estar

Podemos definir que o sucesso de qualquer negócio em seus estágios iniciais depende mais da linha de gastos do que da linha de receitas. Isso porque a taxa inicial costuma ser alta e os retornos demoram a aparecer. Dentro de um ano desafiador, encontrar indústrias com taxas mais baixas é o caminho a percorrer.

Por isso, vale a pena prestar atenção ao setor de serviços. Nesta área, existe uma oportunidade para os empreendedores trabalharem a partir de casa e “venderem” o conhecimento que já possuem. Alguns dos grandes nichos de potencial nessa área incluem: produção de conteúdo para sites e blogs, Cursos Online, como por exemplo, Curso de Informática; consultoria de marketing digital, serviços de beleza e bem-estar, entre outros.

Outras tendências no empreendedorismo para 2022 são:

Home office: A pandemia certamente mudou o trabalho presencial. Várias empresas adotaram o trabalho remoto como estratégia de serviço. Há uma forte tendência de trabalhar em casa para fornecer vários serviços.

Conteúdo: Empreendedores focados dentro da criação de vídeos, postagens em redes sociais e conteúdo de marketing digital irão encontrar espaços de trabalho altamente promissores em 2022.

Artesanato: Atualmente, a  preocupação ambiental é uma das prioridades para a grande expansão do mercado de artesanato. Diversos produtos de beleza e de alimentos terão um grande nicho para todos que desejam entrar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Negócios e empreendedorismo