Um concurso de arquitetura promete salários mais altos, estabilidade para ascensão na carreira e esses são apenas alguns dos benefícios que podem ser obtidos com a participação no concurso público de arquitetura.

Embora existam algumas variações, muitas organizações oferecem oportunidades diferentes para diferentes níveis de educação, incluindo arquitetos e profissionais.

Vale a pena estudar para entrar em um concurso de arquitetura aberto ao público? Este texto fornecerá a você a resposta nos parágrafos a seguir, com alguns exemplos de concursos abertos!

Então, pegue um chá e se prepare para ficar por dentro do assunto, continue a leitura.

Concurso de arquitetura


Em primeiro lugar, você deve realizar pesquisas sobre o concurso aberto ao público de arquitetura. Este estará disponível assim que o aviso for publicado.

No edital é possível conhecer as especificidades do concurso, os critérios que devem ser estudados para a elaboração do conteúdo da prova, bem como a estrutura organizacional e outras informações sobre a remuneração e a carga horária.

Quanto ao valor do salário, o arquiteto deve estar atento aos requisitos da Lei relativa à remuneração dos profissionais. Além disso, para arquitetos que tenham completado pelo menos quatro anos de universidade, o salário mínimo está previsto em seis vezes o valor do salário mínimo mais alto atualmente no país.

Pelas particularidades da tarefa especificamente no domínio do urbano planeamento e da elaboração de Planos Diretores ou projetos, licença de construção, bem como da fiscalização de projetos de construção em diferentes cidades e soluções habitacionais de benefício social, é imprescindível observar as especificidades características reveladas em cada procedimento.

Concurso de arquitetura

Estudos para um concurso de arquitetura


Semelhante a qualquer concurso público, há muita competição para cada vaga. Portanto, o melhor conselho é começar a planejar sua pesquisa e seguir o livro o mais rápido possível, de acordo com as orientações do edital.

Dê uma olhada em exames anteriores do mesmo corpo, bem como outros exemplos de questões que são do mesmo painel. Desta forma, é possível familiarizar-se com o formato das questões e do painel, bem como obter uma melhor compreensão do conteúdo estudado.

Então é possível fazer um plano de estudos e planejar a quantidade de tempo e os tópicos que serão estudados primeiro. Há uma variedade de sites que oferecem recursos com perguntas de competições anteriores e que podem ajudar tremendamente os alunos.

No planejamento dos estudos é fundamental alocar tempo entre os diferentes temas de estudo, alternando os temas com revisões e exercícios para aprimorar o material.

Cada participante tem sua própria forma e método de estudo, porém é fundamental manter o foco e a disciplina, sem descurar o tempo de relaxamento e descanso principalmente antes da corrida.

Na realidade durante a prova e além de poder manter a calma, é imprescindível determinar a devida divisão do tempo por fase, principalmente se houver um trecho discursivo em que seja imprescindível dedicar mais tempo à criação e apresentação de seu ensaio.

Locais de trabalho


Muitos órgãos normalmente têm vagas abertas para concurso de arquitetura. Isso inclui prefeituras, organizações de desenvolvimento e o Tribunal de Contas, institutos federais e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, para citar alguns exemplos.

Alguns dos assuntos que podem ser discutidos em concursos públicos de arquitetura, para além de conhecimentos fundamentais, como o português e o pensamento lógico incluem o desenvolvimento de planos de arquitectura e projectos de engenharia (normas), bem como a construção de projectos e leis de construção paisagística , legislação profissional e preservação do patrimônio histórico e cultural.

Sem dúvida, o esforço que você dedica aos estudos pode compensar com a oportunidade de trabalhar tanto no setor público quanto nas mesmas atividades que o arquiteto dedicou ao longo de seu tempo na faculdade, e que deve ser desenvolvido durante o tempo de preparação para o concurso de arquitetura que será realizado para arquitetura pública.

Quando você está empenhado em estudar e quando a chance está atrelada ao teto salarial da categoria A resposta à questão de se um concurso para participação pública deve ser considerado por arquitetos profissionais não pode ser diferente, a resposta é Sim!

Agora que você está por dentro do concurso de arquitetura, vamos para o arquiteto autônomo, ou arquiteto freelancer.

Como você se torna um arquiteto autônomo?


Você está inseguro quanto a trabalhar como arquiteto autônomo?

Não há muitas formalidades a seguir para começar a trabalhar como arquiteto autônomo, arquiteto freelancer com apenas alguns processos para garantir que você seja legalmente reconhecido e possa ter sucesso neste campo sem dificuldades.

No entanto, existem algumas preocupações sobre a prática profissional de um arquiteto que trabalha por conta própria.

Para ajudá-lo em sua busca para começar como um arquiteto autônomo para ajudá-lo a se tornar um autônomo, reunimos para você neste artigo, todas as informações necessárias sobre este tópico.

Dê uma olhada!

Quem é o arquiteto autônomo?


Um profissional independente pode ser definido como aquele que atua com total autonomia e liberdade como prestador de serviços independente.

Isso implica que ele não tem qualquer vínculo empregatício com a empresa para a qual poderia estar trabalhando.

Desta forma, o arquiteto profissional autônomo tem total controle de sua profissão, não sendo obrigado a seguir normas e regulamentos específicos da empresa.

Condições para ser arquiteto autônomo


Em primeiro lugar, é necessário possuir o profissional de licença arquitetura CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) que é o órgão que regulamenta a carreira no Brasil.

O segundo requisito para ser autônomo é o cadastro municipal na prefeitura para obter o cadastro local.

Outras condições para você ser arquiteto autônomo são o sistema previdenciário e a carne que você tem que manter em dia.

Tributação para arquitetos autônomos


Se você decidir se tornar um arquiteto autônomo, deverá fazê-lo entrando em contato com um escritório nas prefeituras da cidade, conforme mencionado anteriormente.

Ao contrário do empresário que gostaria de criar uma empresa, o aspecto burocrático do processo é um pouco mais direto.

Portanto, para ser arquiteto autônomo, você deve ser autônomo arquiteto ,você deve apenas declarar:

  • Seu próprio imposto de renda pode ser calculado usando uma faixa isenta.
  • A contribuição para o INSS é calculada com base nas faixas de contribuição e também com base no valor recebido.
  • Paga imposto mensalmente sobre os serviços (ISS) à prefeitura em que está localizada. Em alguns municípios, o ISS é cobrado para cada emissão de Nota Fiscal Autônoma de Remuneração (RPA).

Além disso, como autônomo arquiteto pertence a um grupo de pessoas que devem contribuir com uma contribuição sindical para o órgão que o representa, que neste caso será esse órgão, o CAU.

O arquiteto autônomo é um MEI?


Se você está pensando em se candidatar para ser MEI (Microempreendedor Individual), saiba que não é possível se tornar um arquiteto independente para ser o MEI .

Na Lei Complementar nº 128/08 que instituiu o MEI Arquitetônico, não são permitidas atividades.

Assim, sabemos que os profissionais da área gostariam de aprender a ser um arquiteto autônomo para gerir a sua própria empresa, porque não querem trabalhar ou por qualquer outro motivo.

Se você realmente deseja ser um arquiteto profissional autônomo de primeira linha, nós o ajudamos em todas as etapas para que possa operar com confiança e ser legal e ter sucesso neste campo sem dificuldades.

Com a orientação fornecida por nossos especialistas em contabilidade para arquitetos autônomos, podemos fornecer todo o apoio e orientação de que você precisa para ser um arquiteto autônomo.

Nós convidamos você a nos conhecer. É um prazer atendê-lo!

Consulte os editais de editais, concursos e premiações na área de urbanismo e arquitetura.


Paraná educação

Inscrições até 09/06

O Serviço Social Autônomo Paranaeducação anunciou um edital de contratação para inscrições de arquitetos e engenheiros civis. A remuneração será de R $7.920 e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. O custo do registro é de R $120,00. A prova acontece no dia 17 de outubro, em Curitiba (PR).

Prefeitura de Guaramirim - SC

As inscrições vão até 09/09/09.

O Município catarinense do interior catarinense seleciona arquiteto e urbanista para fazer o cadastro da reserva. Se contratado o especialista, ele recebe R $6.406,05 e R $450,00 (Vale alimentação) por 30 horas semanais. O valor da inscrição é de R $90, e a prova está marcada para o dia 19 de setembro.

Exército Brasileiro

Registro até 17/09

A Comissão Regional de Obras / 3 (CRO / 3) do 4º Grupo de Engenharia do Exército Brasileiro realiza processo seletivo para apuração dos encargos de temporário e extraordinário para serviços de engenharia e obras de engenharia que se relacionem com a execução de Projetos Estratégicos e Estruturantes do Exército. Existem duas vagas abertas para arquitetos. A inscrição é obrigatória mediante agendamento localizado em Porto Alegre. A jornada de trabalho chega a 40 horas semanais e o salário-base é de R $7.359,05.

Mato Grosso do Sul (CAU / MS)

Inscrições até 19/09

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso do Sul divulgou edital para escolha de urbanista e arquiteto com vaga para locação imediata e 20 para formação de reserva de registro. O cargo tem remuneração de R $6.600 e jornada de trabalho de 30 horas semanais. As taxas são de R $73 para o nível médio e R $90 para o nível superior.

Prêmio Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

Inscrições até 09/09

Foram prorrogadas as inscrições para o 8º Prêmio Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel de Arquitetura, que pode ser feito gratuitamente, online, em http://premioarquitetura.institutotomieohtake.org.br . O prêmio visa homenagear realizações arquitetônicas excepcionais no cenário brasileiro atual, e tem como foco novas formas de criar espaços sociais e de pensamento que contribuam para o desenvolvimento do panorama atual da arquitetura brasileira, em todas as suas diversas configurações. Os projetos selecionados fazem parte da mostra realizada na sede do Instituto Tomie Ohtake, catalogada, assim como os premiados que forem anunciados durante a cerimônia de abertura da mostra recebem viagens internacionais.

Mato Grosso do Sul Arquitetura e Urbanismo Conselho (CAU / MS)

inscrições estão abertas até 10/08

O segundo aviso ao público de patrocínio 2021 emitido pelo CAU / MS oferece suporte a até R $70,144 para projetos que promovam o crescimento de urbanismo e arquitetura no estado. As inscrições vão de 9 de setembro a 8 de outubro de 2021 por e-mail, correio ou pessoalmente. Podem participar do processo seletivo sociedades civis sem fins lucrativos que desenvolvam atividades compatíveis com o objetivo de patrocínio.