Em pesquisa recente, a maioria dos colaboradores demonstrou interesse em continuar com o regime de trabalho casa-trabalho.

Distanciamento de mesas, kit de cuidados pessoais para colaboradores e limpeza constante dos equipamentos são algumas medidas que empresas têm trazido para manter o ambiente de trabalho mais seguro. O perigo iminente da crise sanitária e os resultados positivos com o home office trouxeram um novo e bem-sucedido modelo de trabalho: o híbrido.

Escritório híbrido

Embora já existisse, o modelo híbrido não era muito adotado no Brasil. Agora, ganha força e já mostra seus benefícios para todos os envolvidos. Entenda mais sobre essa forma de trabalho e o que é necessário para adotá-la.

O que é escritório híbrido?


É o trabalho intercalado entre escritório, casa, coworking e outros locais que tenham conexão com a internet. Geralmente, o colaborador divide o ciclo de trabalho entre empresa e casa. Isso só foi possível graças aos avanços tecnológicos, que permitem a comunicação e o acesso a arquivos importantes em qualquer lugar do mundo que tenha conexão com a internet.

A adoção pelo home office foi feita às pressas. Mas, com o passar do tempo, as empresas passaram a sentir necessidade de trabalhar presencialmente. No entanto, uma pesquisa feita recentemente pela Robert Half mostrou que 86% dos trabalhadores gostariam de trabalhar remotamente com mais frequência e 49% sentiram que o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal melhorou por não haver necessidade de deslocamento.

O que a empresa precisa oferecer aos funcionários?


O trabalho híbrido deve ser vantajoso tanto para a empresa quanto para os colaboradores. Veja como:

Equipamentos de trabalho


Embora esteja em casa, o colaborador estará trabalhando para sua empresa. Precisa, portanto, ter todos os recursos que permitam o exercício de suas tarefas.

O ideal é que haja um investimento em, pelo menos, um notebook. Assim, o colaborador está seguro para fazer seu trabalho. Outro detalhe importante é que o funcionário tenha acesso gratuito ao Microsoft Office 365 ou às ferramentas Adobe, caso sua empresa os utilize no ambiente físico.

Auxílio de custo


O trabalho híbrido também traz economia em recursos como auxílio-transporte e vale-refeição. No entanto, esses valores podem ser revertidos em ajuda de custo para as contas de internet e luz (que serão usadas enquanto o colaborador estiver trabalhando), além de um aumento no vale-alimentação.

Uso de ferramentas de comunicação


Durante o expediente, é natural que haja necessidade de comunicação entre gestores e equipe ou dos colaboradores entre si. Portanto, a empresa deve adotar ferramentas que facilitem essa troca de ideias.

Zoom, Google Meet e Skype são 3 ferramentas que permitem videoconferências e troca de mensagens durante uma reunião. Para troca de mensagens, o aplicativo Slack ajuda bastante. Os gestores podem criar grupos para os setores ou geral, além de enviar mensagens privadas ou coletivas. Para quem trabalha com projetos, ferramentas como o Trello e o Asana são ótimas para visualizar o andamento e o cumprimento dos prazos de cada tarefa.

Respeito pelo horário de expediente


Ainda de acordo com a pesquisa da Robert Half, 52% dos colaboradores entrevistados acreditam que estão trabalhando mais horas em casa do que no escritório. Muitas vezes, isso acontece porque o chefe acaba entrando em contato com o funcionário fora de hora, pedindo tarefas que só deveriam ser feitas em horário de expediente. Apesar de estarem fora do ambiente de trabalho, colaboradores e gestores devem respeitar a carga horária de trabalho estipulada.
 

Segurança online


Todo o trabalho será feito e armazenado em nuvem. Portanto, a empresa precisa manter a segurança de sua documentação.É aconselhável adotar um plano de proteção: VPN para empresas e Wi-Fi seguro garantem que o colaborador possa trabalhar de qualquer lugar com segurança.

O VPN, por exemplo, é uma solução inteligente para o colaborador que está utilizando uma rede pública e deseja manter a proteção dos dados. Nesse contexto, o ideal é que a empresa tenha um profissional de TI ou peça uma consultoria.